quarta-feira, março 22, 2006

Calou-se uma das míticas vozes que fazem parte do meu quotidiano. E é tão estranho que o silêncio de José Ramos jaza para sempre aqui mesmo ao lado, no Cemitério dos Olivais.

1 passaram o espanador

Blogger Jordan said...

Tb me fez imensa impressão :(((
Tinha uma voz brutal!

10:40 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

>