quarta-feira, agosto 31, 2005

Quer acabar c/o spam? Pergunte-me como!

Nunca gostei de censura. Mas detesto ainda mais estes vendedores de banha da cobra q teimam em tomar de assalto os comments do meu blog. Para tds aqueles q se deparam c/o mm problema, aqui fica a solução:


What is the word verification option?

The "word verification" option can be found on the Settings | Comments tab for your blog, and it looks like this:

If you choose "yes" for this setting, then people leaving comments on your blog will be required to complete a word verification step, similar to the one presented when you create a blog:

What this does is to prevent automated systems from adding comments to your blog, since it takes a human being to read the word and pass this step. If you've ever received a comment that looked like an advertisement or a random link to an unrelated site, then you've encountered comment spam. A lot of this is done automatically by software which can't pass the word verification, so enabling this option is a good way to prevent many such unwanted comments.

segunda-feira, agosto 29, 2005

Moral s/história:

A única certeza q tenho, neste momento, é q n há nd mais incerto q acreditar nas certezas… 

 

quinta-feira, agosto 25, 2005

Moral s/história II:

Pq será q, qdo mais preciso de fechar os olhos, é q eles teimam em permanecer abertos? (alguém os devia pôr a par do estado do meu cansaço)

Moral s/história:

Pq será q, qdo há afazeres desagradáveis, toda a irrelevância ganha importância?

Top 3:

Noutro dia, ao ver um episódio antigo da Felicity, deparei-me com uma interessante teoria de um dos personagens secundários. Segundo ele, todos nós temos 3 coisas que fazemos melhor. Fiquei a pensar em quais seriam os meus três dotes e cheguei a esta conclusão:

1) rimas espontâneas (tenho 1a p/tdas as ocasiões)
2) Fixar caras (sou capaz de me lembrar da senhora do metro q vi há 1a semana atrás)
3) relatar conversas (tenho 1a memória auditiva q reproduz td ao mais ínfimo detalhe)

Face a isto, descobri que n sei mto bem o q fazer c/esta informação ;)

TV ou não TV:

Há 2 classes de espectadores. Os que gostam de telenovelas e os que gostam de séries. Eu pertenço à segunda. Sou viciada em séries de todos os formatos. Sigo-as religiosamente e só não as gravo mais vezes porque as minhas cassetes já têm demasiado uso. Vejo aproximadamente dez em simultâneo e tento n perder pitada dos desenvolvimentos de cd uma. Por xs, vejo as repetições, p/me rir ou chorar mais 1 bocadinho. Admito q sou dependente ao ponto de ficar em casa para ver o último episódio dos 7 palmos. Ou despachar quem se atreva a telefonar na hora das desperate housewives. Torno-me desagradável, alheada do mundo e concentrando-me apenas no que se passa no pequeno ecrã...


segunda-feira, agosto 22, 2005

KEEP OUT:



Ultimamente, os comments dos meus blogs têm sido invadidos por publicidd, ao melhor estilo do irritante spam. Das duas uma, ou arranjo um cão ou peço ao Instituto do Consumidor que me empreste um destes autocolantes.

Moral s/história :

Hoje trouxe TPC (mas fingi que me esqueci do caderno na escola).

Olívia Patroa e Olívia Empregada:

A Olívia Patroa vai ao cinema. A Olívia empregada vai passear o cão.
A Olívia Patroa passeia no Chiado. A Olívia empregada lava a loiça do jantar.
A Olívia Patroa toma chá no Bairro Alto. A Olívia empregada faz a cama, arruma os armários, dá comida à tartaruga e rega todas as plantinhas.
A Olívia Patroa queixa-se. A Olívia empregada revolta-se.
Uma cruza os braços. A outra entra em greve.
A casa ressente-se.

[felizmente chegou a minha querida Deolinda que acabou com estas crises de personalidade]

Na grafonola passa:

Strange and Beautiful (I'll Put A Spell On You)

I've been watching your world from afar,

I've been trying to be where you are,
And I've been secretly falling apart,
I'll see.
To me, you're strange and you're beautiful,
You'd be so perfect with me but you just can't see,
You turn every head but you don't see me.

I'll put a spell on you,
You'll fall asleep and I'll put a spell on you.
And when I wake you,
I'll be the first thing you see, lyricstop
And you'll realise that you love me.

Yeah...
Yeah...

Sometimes, the last thing you want comes in first,
Sometimes, the frist thing you want never comes,
And I know, the waiting is all you can do,
Sometimes...

I'll put a spell on you,
You'll fall asleep,
I'll put a spell on you,
And when I wake you,
I'll be the first thing you see,
And you'll realise that you love me.

I'll put a spell on you,
You'll fall asleep 'cos I'll put a spell on you,
And when I wake you,
I'll be the first thing you see,
And you'll realise that you love me, yeah...

yeah...
yeah...
yeah...
yeah...

in Strange and Beautiful, Aqualung

Os embaraços dos outros:

Desde pequena q smp tive uma profunda noção do ridículo. Às xs dá jeito. Outras nem tanto. Evita-nos momentos embaraçosos, mas também nos priva de outros tantos. À medida que fui crescendo, fui limando arestas e aprendendo a n dar tanta importância a coisas q n a mereciam. A rir-me mais de mim mma e a n ouvir tanto as críticas dos outros. No entanto, há algo q nunca superei. Sofrer c/os embaraços dos outros. Talvez sofrer n seja a palavra certa, mas, smp q alguém se coloca numa situação incómoda, sinto-me roburescer, as bochechas a corar e sem saber bem onde pôr as mãos. É estúpido, é verdd. Aquilo nem é nada comigo! Mas é inevitável. Fico ali, como uma criança que foi apanhada com a mão no pote das bolachas…e só me apetece fazer alguma coisa para acabar c/o sofrimento alheio, c/os olhares de lado, c/os sorrisinhos de escárnio q vão subindo de tom até se transformarem em sonoras gargalhadas. O q, no fundo, é quase a mma coisa q gemer com a dor de um arranhão q n se fez.

sábado, agosto 20, 2005

Há quem diga que todas as noites são de sonhos. Mas também há quem garanta que nem todas, só as de Verão. No fundo, isso não tem importância. O que interessa mesmo não é a noite em si, são os sonhos. Sonhos que o homem sonha sempre, em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado.

W.Shakespeare

Imagens:

Quando leio blogs alheios, vou construindo, pouco a pouco, imagens da mão que os escreve. Dou-lhe um riso, tiques, ideias, ódios e paixões. Nunca tem rosto, mas as palavras moldam uma pessoa que não conheço. De que letras me farão a mim?

Síndrome de Cinderela:

Saída de uma comédia romântica manhosa e muitos sorrisinhos cúmplices depois, só encontro 1a razão p/a minha apetência por este género cinematográfico: sofro de síndrome de cinderela. No fundo, no fundo, debaixo desta capa de cepticismo, tb eu devo achar q há um pé para cada sapatinho de cristal...

sexta-feira, agosto 19, 2005

Moral s/história:

Almoçar todos os dias num centro comercial é uma prova de fogo. Um misto de marcha lenta, com slaloms inusitados para evitar esta ou aquela loja. Queremos chegar à meta o mais rapidamente possível e, de preferência, ainda com dinheiro na carteira para assegurar a passagem de testemunho para as despesas do dia seguinte…

Apanhado no ar:

“Como posso sonhar com o que me deixa acordado?”

 

 In anúncio publicitário

quinta-feira, agosto 18, 2005

É bom voltar?

Regresso de umas mini-férias já c/saudds. De ti, de só ter horários p/o pequeno-almoço feito de pão saloio barrado com chocolate no alpendre e de tardes que n terminam banhadas por sol e sal. Anseios só de acariciar o pêlo do meu cão, da minha almofada e de saber dos amigos… tento entrar lentamente na realidade do quotidiano, para evitar um choque violento, mas a vida n deixa. Há notícias boas, como bebés que nascem, amigas que progridem na carreira, gente feliz a construir os dias repletos de coisas boas. Mas há também certezas que se abalam , separações que cria impossíveis, lágrimas q n se esperam, cães abandonados de olhos chorosos na capa da “única”, candidatos absurdos na corrida às presidenciais, casas ardidas, torneiras s/água, famílias endividadas a banhos, gente sem empregos, demasiados carros na estrada e dinheiro a menos na hora de pagar a gasolina…fecho os olhos a pensar q o meu único problema é escolher o local p/estender a toalha, mas já n há areia e os pombos são um pobre substituto para as gaivotas…

 

sexta-feira, agosto 12, 2005

Fechado para balanço:




N há férias grandes, mas há versão miniatura, com feriado incluído.

Por favor, voltem mais tarde...de preferência, lá para quinta-feira!;)

Moral s/história:
















Mais lemas brilhantes em http://www.toothpastefordinner.com

HOJE HÁ:

Diz que disse:

Diz que disse

Disse a alguém

Que outro disse

O que fulano dissera.

Diz não disse,

Diz que disse, quando quem disse,

Lhe disse que o tinha dito.

Deu-se o dito por n dito,

E diz que disse desdisse , para quem o ouvisse,

O que antes dissera.

 

Chocolate Charlie:

Ontem juntei-me aos inúmeros fãs de Tim Burton que acorreram às salas de cinema para ver a última obra do cineasta. Delicioso, é a palavra que me ocorre! É como ser criança outra vez e ter todo aquele chocolate à nossa disposição…derrete-nos o coração, e não nas mãos.

 

sexta-feira, agosto 05, 2005

...há fogo

Os carros estão cobertos de pedacinhos da cor do céu. Cinzentos, cinzentos. Como o dia. E o que ardeu para lhes dar origem.

Apanhado no ar:

 “Pior do que não termos o que queremos, é termos o que não queremos”

 

In “ Uma boa mulher”

 




Ontem fui ver o 9 songs. N tinha mtas expectativas, mas as poucas q existiam foram mais q frustradas. Sobre o filme, tenho apenas 1ª palavra: pornochachada.

Onde há fumo...

A meio do jantar cheirou, de repente, a queimado. O odor invadia a casa e n entendiamos de onde vinha. Olhei para a televisão de relance e vi os incêndios florestais. E apercebi-me que aquele cheiro só podia ser o da desgraça… 

 

segunda-feira, agosto 01, 2005

Hoje Canta-se:

Topo de gama

 

tenho um telemóvel topo de gama

mas ninguém me liga

mas ninguém me chama

 

tenho um automóvel cor azul índigo

ninguém quer boleia

ninguém vem comigo

 

tenho um apartamento virado para o mar

ninguém bate à porta

ninguém vem jantar

 

será que sou feio será que sou chato

será que vou dar em bicho do mato

será que sou giro mas giro ao contrário

será que estou preso dentro de um armário

não estás não senhor

apenas agora ficaste de fora

das contas do amor

 

tenho as medidas de um manequim

a beleza certa

ninguém dá por mim

 

tenho um bom emprego muito produtivo

até vale tirar olhos

é tão competitivo

 

tenho um consultório com um bom divã

onde deito a alma

e conto à mamã

 

será que sou feio será que sou chato

será que vou dar em bicho do mato

será que sou giro mas giro ao contrário

será que estou preso dentro de um armário

não estás não senhor

apenas agora ficaste de fora

das contas do amor

 

Carlos Tê \ Hélder Gonçalves @ “Rosa Carne”, Clã

 

 

>