terça-feira, setembro 27, 2005

Qué me pongo?

Escolher o q vestir de manhã é um dos exercícios mentais mais violentos q existem. Acordo, ensonada, ainda mal refeita do susto que me pregou o despertador.Arrasto-me até à casa-de-banho, tomo duche e vou enrolada no roupão até à cozinha para tomar o pequeno-almoço. Café tomado, percorro o corredor p/me dirigir ao armário e aí começa o quebra-cabeças. Visto a camisa preta c/as calças encarnadas? N, n pode ser pq são compridas e n posso ir de botas pq está calor mas as unhas não estão nos seus melhores dias p/irem “descapotavéis”. Pondero a hipótese das calças pretas mas lembro-me q se encontram na pilha de roupa p/passar. Decido-me pelas de ganga, que smp “dão c/tudo”, só p/descobrir q o “tudo” q me apetecia levar n se encontra à vista em nenhuma das prateleiras atafulhadas. Opto por algo q n me apetecia levar e amaldiçoo a minha falta de planificação, prometendo q vou passar a deixar a roupa escolhida no dia anterior…até ser novamente manhã e passar outra x por este malfadado ritual.

 

3 passaram o espanador

Blogger charlotte said...

Identifiquei-me mt c este post, Sinha...
A mim acontece-me o mm lolol
E pior: as vez visto a 1ª coisa q me vem a mao e qd chego a rua é q me deparo q o queria vestir nao era bem aquilo... lolol

4:46 da tarde  
Blogger Rita said...

E essa do começares a deixar a roupa escolhida de véspera é uma promessa que faço a mim mesma há largos anos... nunca tendo sido cumprida... c'est la vie ; )))

12:18 da tarde  
Blogger Psico_Pata said...

Esta é daquelas promessas q nunca passará o estigma do ano novo: lançamo-la p/o ar mas nos nossos pensamentos intímos sabemos q nunca se há-de realizar;)

12:59 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

>