quarta-feira, setembro 28, 2005

Na alma toca:

Maria Ana Bobone -
Fado Correeiro

Ninguém pode adivinhar
Quanto tempo vai durar
O amor quando começa,

Julga-se eterna verdade
Mas no amor a eternidade
Às vezes passa depressa.

E por ser tão inseguro
O que reserva o futuro
A quem quer o amor total,

Há quem tente defender-se
E quando chega a aprender-se
Ama pouco e ama mal.

Eu acho que amor sentido
Só vale a pena vivido
Na sua totalidade,

Quando acaba faz doer
Mas não é nunca perder
Porque se ganha verdade.

 

2 passaram o espanador

Blogger The Snickerpuss said...

depois de uma longa navegada para conhecer um pouco dos owners das comus que faço parte acabei aqui.

vim deixar um elogio.

2:02 da tarde  
Blogger Psico_Pata said...

Muito agradecida:)

12:57 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

>