quinta-feira, abril 07, 2005

Ter amigos "que se vão casar" pode ser desesperante mas, pior ainda, é ter amigos "que vão comprar casa".O amigo "que vai casar" está obcecado c/o "grande dia " mas ainda consegue falar de coisas q entendemos: convidados, distribuição de mesas, vestimentas e ementas são assuntos do domínio do senso comum.

Já c/os amigos "que vão comprar casa", a situação complica-se.Ele é "spreads", créditos de habitação, taxas de juros, empréstimos, soalhos de parquet e tábua corrida,m2, assoalhadas, notários públicos ou privados, "já falaste c/o teu banco? n falei com o teu"...resumindo: "proprietariês", imperceptível p/leigos como eu, excluindo-me automatica/ das conversas (mm qdo estas se fazem a expensas dos "owner 2 be", o q acontece a gd parte das xs).

N me julguem mal.Gosto mto q tenham a "vossa casinha" e tenho todo o prazer em dar conselhos, ajudar nas mudanças e ser visita frequente. Mas n em assistir a este transe de preparação p/o "chave na mão". N é má vontade, embora admita q à 1ª assim o possa parecer.É apenas pq n vos reconheço.Pq se transformaram nuns autómatos q apenas respondem a dois estímulos: "a chave, a chaveeeeeeeee, o dinheiro, o dinheiro". Sei que este episódio da Amiga Olga há-de acabar e que assim q tiverem percebido q n há forma de ficarem c/os 2, perderem o amor ao dinheiro e se agarrarem bem à chavinha p/dar a volta à fechadura da "casa dos vossos sonhos",hão-de regressar à Terra.Pelo menos a esta, que conheço e habito.

Até lá, façam-me um favor: vão c/calma.Sei que um dia tb eu "lá hei-de chegar".Enquanto isso, dêem-me um desconto e pensem, seria/, na hipótese das legendas!;)

1 passaram o espanador

Blogger Jordan said...

Sinhó, Sinhó, como eu te compreendo!!
Pelo menos, por enquanto, ainda somos duas a falar a mesma língua, lololol!

11:24 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

>