quinta-feira, abril 21, 2005

Queria dar-te flores,
Mãe,
mas não as tenho.

Digo-te então:

rosa

papoila

malmequer

crisântemo

tulipa


E nestas palavras
cresce o mais lindo ramo.

0 passaram o espanador

Enviar um comentário

<< Home

>