terça-feira, abril 12, 2005

Ears Wide Open:

Estava no Vasco da Gama e apeteceu-me um café. Depois de servida, dirigi-me à acanhada área adstrita aos fumadores e procurei uma mesa livre.Sentei-me e, logo de seguida, uma rapariga ocupou o outro extremo. Entre nós distavam duas mesas, separadas pela barreira de sacos e cadernos que ela criara em seu redor.

Preparava-me para beber o dito café quando um senhor, dos seus 70 anos, perguntou -com maus modos- se ia necessitar da mesa ao lado. Respondi-lhe que não e que se sentasse. O primeiro que lhe ocorreu foi tirar-me o cinzeiro o que me levou a exclamar, num ápice, que mo deixasse ali. Prontamente, lançou-se num sermão sobre os fumadores. Começando a sentir-me irritada, disse-lhe que me encontrava no único quarto da área de restauração em que era permitido fumar e que, se isso o incomodava, tinha à sua disposição mais 3/4 onde estaria livre dos malefícios do tabagismo. Resmungou qualquer coisa que procurei não entender e acabou por se sentar na mesa atrás de mim, fazendo sinal a um amigo que carregava uma bandeja com dois chás.

Tentando abstrair-me, preparava-me para saborear o meu "cigarrinho" quando o senhor irrompe num discurso furioso contra as pessoas que ocupam, "indevidamente", as mesas "com sacos e saquinhos". Respirei de alívio, ao constatar que mudara de alvo, elegendo agora a rapariga à minha direita. Alívio esse que não durou muito tempo...Em voz alta e num tom irado, os "amigos" comentavam agora um dos grandes acontecimentos mediáticos do fim-de-semana: o casamento de Carlos e Camila.

Depois de duas ou três frases "situacionais", o adepto da luta anti-tabágica decidiu "abrir o livro" e enumerar todos os pontos negativos desta união. "Com'é qu'é possível", dizia, "que se tenha casado c'aquela, c'aquela...aquela velha. Aquilo não vale nada. Aquilo já deu o que tinha a dar.Realmente, não percebo, com'é qué possível acontecer assim uma coisa destas". Face à perplexidade do amigo, deu início a um não mais acabar de acusações e recriminações, que iam desde o facto de Camila ter "pescado" Carlos por ser submissa e lhe fazer todas as vontades até à indignação pelo facto do arcebispo da Cantuária ter abençoado tamanho "desplante", culminando com a estocada final: por amor de Deus.Até os dentes dela são velhos! Por esta é que eu não esperava... de certo, se a rainha tivesse pensado nisso, teria rompido o silêncio do "que fale agora ou se cale para sempre". É que afinal, "a cavalo dado não se olha o dente", mas este não saiu a Carlos nada barato...

0 passaram o espanador

Enviar um comentário

<< Home

>