domingo, março 06, 2005

Há dias em que as palavras que tenho cá dentro são tantas que acabam por se atropelar, sem sobreviventes...

6 passaram o espanador

Blogger Rita said...

experimenta passar essas palavras para o papel... poode ser que resulte ; ) (ou podes sempre escrever um belo mailito aqui à amiguita, jejeje)

2:22 da manhã  
Blogger Leonor said...

Há dias em que também me sinto assim, o pior de tudo, é mesmo querer expressá-las, mas elas aprece que se afogam na minha garganta!

2:12 da tarde  
Blogger Cakau said...

Olá! Vim aqui parar de para-quedas, mas aproveitei para ler e gostei. Tens um cantinho interessante.

Os sentimentos às vezes são tantos e tão complexos que não conseguem ser descritos; talvez resida aí a dificuldade em ordenar as palavras soltas...

Beijinhos e boa semana* Voltarei.

11:32 da tarde  
Blogger Ana de Sena & Miguel de Sena said...

Hoje, no dia em que te escrevo, é o Dia Internacional da Mulher. Como tal, também é o teu dia. Carpe diem...
P.S.: não sabia que eras um "moínho-de-palavras". Mas não te preocupas, quando estiveres "descoordenada verbalmente", quem te estiver a ouvir perceberá... Desde que tenha ouvidos sinceros e abertos.

5:52 da tarde  
Blogger Efémero said...

Fecha-se o ciclo com a antítese (?); Ter tudo dentro e não conseguir exteriorizar. Não ter nada dentro, pouco, nada de jeito e conseguir ter coragem de escrever de qq forma.

PS: quero um par desses "ouvidos sinceros", onde arranjo de forma rápida e a bom preço? :P

12:59 da manhã  
Blogger Psico_Pata said...

Acho q os ouvidos sincernos nem na feira de carcavelos em versão imiotação barata:P

11:49 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

>