quarta-feira, fevereiro 09, 2005

Pijama Party:

Ontem o "Elas em Marte" tinha como tema a "pijama party". A dada altura da conversa, a Ana Marques lembra-se de perguntar aos convidados -todos de pijama,como convinha- se achavam mal q se chegasse a casa e se vestisse o dito cujo.

Eu n sabia, mas parece q há pessoas q levam a mal o facto do marido/mulher/companheiro/etc etc trocar a roupa da rua pelo conforto de um pijaminha. Claro que pelos adjectivos escolhidos,se vê bem de q lado estou mas, o q me surpreende, é q isto possa ofender alguém com quem PARTILHAMOS UMA CASA.Como é q é possível q se pretenda ter intimidade se lhe fechamos a porta desta forma? Acho q, pelo contrário, estar à frente de alguém em pijama significa q estamos tão à vontade com essa pessoa q n nos sentimos mal ao deixá-lo entrar no nosso mundo.Aquele q ng vê e q, penso eu, n devia ter de ser escondido nem criar tanta celeuma!

Dou início ao "debate": pijama ou n, heis a questão?;)

8 passaram o espanador

Blogger Teresinha said...

Camisa de dormir e umas pantufinhas enormes bem quentinhas :P beijos

9:01 da tarde  
Blogger Rita said...

Sim ao pijama e não a esses programas manhosos apresentados pela ana marques : P

12:59 da manhã  
Blogger Psico_Pata said...

ai n sei pq...um programa tao interessante!;)

1:39 da manhã  
Blogger Leonor said...

Cá por mim, eu tenho aversão ao pijama/camisa de noite ou outra qualqur indumentária que se use por casa. Para mim, servem somente para dormir! Assim que acordo gosto de uma banhoca e de me vestir, assim como ao chegar a casa permanecer vestida até à hora de me recolher para o sono dos justos. Sou incapaz de pavonear por casa de pijama, não sei porquê, mas gosto de estar vestida, sei lá se acontec uma qualquer desgraça em casa, e longe de mim ir para a rua de pijama!

No entanto, não me oponho a que quem se sinta confortável no uso de tal indumentária e a vista com gosto, de o fazer. Cada qual é livre de fazrer como lhe convém e a mim não me estorva nada, desde que não se pavoneiem nús, tudo bem! Quer dizer, há limites, na é?

1:51 da manhã  
Blogger Jordan said...

Pijaminha siiiiiiiiiiiiiim :)), seja ele em forma do dito, de camisa ou, simplesmente, de roupa hiper-confortável!!
Para mim, casa é sinónimo de "meu espaço", "meu território", "meu domínio" - se não me sentir confortável dentro daquelas 4 paredes, não o vou conseguir fazer em mais lado nenhum do mundo!
Bjoooo GD e concordo plenamente com a Valente na sua antipatia em relação à Ana Marques, hehe!

10:47 da manhã  
Blogger Psico_Pata said...

Mas o q é q vocês têm contra a sra q até é bem simpática?;)

12:35 da tarde  
Blogger Jordan said...

"De simpáticos está o inferno cheio" - toma lá outro haiku ;)), heheheh!

Agora a falar a sério: não gosto dela... Não te sei explicar bem pq, mas tem o condão de me irritar, desde o tempo do Bravo Bravíssimo... Sem motivo aparente, confesso. Mas não gosto! Já o irmão dela tem um gração!

2:50 da tarde  
Blogger Susana said...

Eu voto não ao pijama. E nisto sou muito fundamentalista.
É horrível ir a casa de uma pessoa e vê-la de pijama. É horrível visitar o namorado e vê-lo de pijama, mais a mãe e a irmã, a avó. Por favor!!! Quero lá saber se dormem com ursinhos ou com baby-doll. Que coisa mais deselegante.
Pior: aqueles que vão pôr o lixo na rua vestidos a rigor: com roupão verde-cueca e chinelos de pelo da Serra da Estrela.
Poupem-nos a deselegância. Para gente feia, já nos basta a que anda por aí...
(eu disse q era muito fundamentalista nesta questão...)

2:40 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

>