sexta-feira, julho 16, 2004

Momentos Kodak

Ontem fui à inauguração da World Press Photo.`N estava tanta gente como de costume, mas as fotografias continuavam a provocar "ahhhhs" de admiração. Para fugir à multidão, comecei pelo final da exposição e demorei-me por lá cerca de 2 horas, com paragens maiores e menores, conforme os sentimentos que as imagens me despertavam.

À saída, a minha irmã encontrou um amigo, fotógrafo de natureza.Como chegava tarde, ela fez um comentário sobre o adiantado da hora.Ele riu-se e encolheu os ombros e, como a justificar-se, disse que ia dar uma volta rápida pq "também n valia a pena ficar muito tempo". Estava desiludido com a exposição e com o número-escasso-de pessoas que afluira à inauguração."Mas também", disse, "isto este ano são só desgraças.É desgraça a mais"...pois é.Pq será? Tratando-se de fotojornalismo, n quererá isso dizer q a verdadeira desgraça foi o ano que passou?...

1 passaram o espanador

Blogger Efémero said...

Acho que o problema é que a palavra "desgraça" fica na boca das pessoas (ou se calhar no ouvido). Dias, meses e anos passam, mas as pessoas habituaram-se tanto a ela que acabam sempre por repeti-la sem dar conta do tempo que vai passando entretanto. Qualquer "desvio" que inflluencie os planos das pessoas hoje em dia, é sempre visto como uma desgraça. Vou tentar não contribuir para a desgraça que é a exposição ter tão pouca afluência! :P

7:27 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

>