quarta-feira, julho 07, 2004

A Culpa é do Molin!

Hj vi um filme cor-de-rosa, daqueles q se consomem na hora c/1 sorriso nos lábios e alívio para o cérebro.No entanto, houve uma frase que me fez pensar.A protagonista (Kate Hudson) viu-se de repente s/trabalho graças a uns simples marcadores.Sim, daqueles mm estilo Molin, c/os quais costumava desenhar nas paredes, chão e em tudo o q n fosse 1a simples folha de papel;)Ela (KH) era assistente numa agência e, vendo-se a cargo c/os filhos da irmã q morrera recentemente, viu-se obrigada a recorrer a todo o tipo de soluções criativas P/conciliar carreira/filhos recém-"adquiridos".Uma dessas soluções passou por levar uma das tais modelos até à escola onde estudava a sobrinha mais nova, para resolver uma crise familiar.Tudo parecia correr bem até que a modelo sugeriu aos "coleguinhas" da sobrinha que a maquilhassem.Mm tendo à mão uma bolsa cheinha da melhor maquilhagem as crianças optaram pela solução menos óbvia-como só elas sabem fazer;)-e preferiram marcadores...resistentes à água! A educadora de infância prontamente tentou atenuar o ataque de histeria da Kate qdo viu a pintura "tribal" estampada na cara da modelo, mas ouvir " n se preocupe, isto acontece-me a toda a hora. Daqui a uma semana está como nova", n é muito tranquilizador qdo se tem uma sessão fotográfica daqui a 60 minutos!Resultado:a protagonista do nosso "romance cor-de-rosa" acaba despedida.Ao lamentar-se, as palavras dela foram algo como : como é que uma coisa da qual até há bem pouco tempo desconhecia a existência [marcadores] acabou com a minha vida? Fiquei a pensar nisto...qtos de nós n teremos já sido riscados pelos "marcadores" da vida, sem sequer nos apercebermos?...

1 passaram o espanador

Anonymous Anónimo said...

E não será ai que reside a beleza aparente? Basearíamos nós a nossa vida na busca se tais "marcadores" não existissem?


http://filipefaria.weblog.com.pt/

Filipe

2:17 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

>