quarta-feira, junho 23, 2004

Perdidos e achados

Enquanto arrumava gavetas, encontrei este texto que escrevi há 10 anos, na fase em que ainda estava nos "16 going on 17". Achei graça e transcrevo-o aqui...perdoem-se as discrepâncias e exageros pps da idd;)

"Lisboa"

Oh, Lisboa! Cidade minha,cidade viva,cidade nossa.Como te amo, ó Lisboa!Varina das 7 saias,como os gatos,sete vidas.Sete vidas vividas em ti.Só em ti, Lisboa.

E, por mais que se viva, não chega.Não basta para ver tudo o que nos ofereces, generosa como és.Tu, que "roubámos" aos mouros, que alterámos, construímos, que degradámos...Tu, que nos deixaste amar-te (e odiar-te), cada um a seu modo...

És então diferente, mas igual. Dás a cada um o que procura, o que deseja que seja Lisboa.Desdobras-te em praças, mercados, vendedeiras e pomares.Lisboa dos vendedores, dos pregões, música falada.Gritada até.Cobres os jardins e parques de mil cores.Pintas de verde os bancos, convidando ao descanso e talvez mesmo, algumas confidências.Enches as ruas de carros, que se apertam pelos caminhos estreitos, lado a lado com os eléctricos. Preenches as avenidas, vielas e becos com a tua vida.Vida de gente que passa,gente que fica...gente que foi, vem ou virá.Riem, choram, gritam, vivem.E tu com eles.As suas alegrias, dores, pensamentos, vivências, são também as tuas. É delas que tu és feita.Um pouco de cada um de nós.Alma.Coração. Sentimento de pedra fria.

Lisboa da Baixa.Comércio.Turistas.Pitoresco.O elevador que sobe e desce,desce e sobe.Os Postais que te repetem vezes sem fim...Terreiro do Paço.E o Nicola ali tão perto. Como está, Pessoa? Viva, Brasileira.Passe bem, Suiça. R.do Carmo, sempre a subir.Chiado.Onde estás, Grandela? Vê-se bem que já foste amada pelo fogo.Melhor fora que o não fosses.Ai, Lisboa! Não sabes que "muito sofre quem ama"?

Da Baixa vai-se ao Castelo.Soberano da cidade, vela por ela, do alto da sua colina. Uma das sete,como as saias da varina. São Jorge lá está, orgulhoso. Graças a Afonso Henriques. Obrigada, bom rei. Que seria de nós sem essas pedras? Como poderíamos nós passear nas muralhas, tirar fotografias nos canhões, perder a moedinha nos binóculos? Tudo isso é o castelo.Pavões que deambulam nas ameias enquanto a cidade se pavoneia diante delas...

Lisboa noctívaga, do Bairro Alto, Alfama. Casas de fado povoadas de turistas. E tu recordas saudosa os tempos idos da Severa, em que o fado -ainda- não era comprado. Agora não. É fado negócio, fado cifrão a reluzir por entre as casas.Brilham tantas janelas. E tanta gente contida nelas.Bêbados, felizes, infelizes? Que interessa? Esta é a zona bairrista. Calcem os chinelos, ponham as mãos na cintura e desçam a avenida nas marchas populares! Comam sardinhas, ofereçam manjericos, inebriem-se de vinho carrascão...e de ti!Esta é a noite em que o povo é soberano e tu rainha. Deixem-no subir e aquecer o corpo.Mergulhem na multidão e percam-se em ti...

Além da noite tradicional, sobra a 24 de Julho. Avenida rasgada, com portas abertas de bar em bar.Toda ela é movimento, rostos, bebidas, histórias...mas o que é a noite senão o direito à diferença? uma noite de carnaval prolongada, em que não somos nós próprios.A 24 de Julho é tudo isso.Um bando de gente disfarçada, a usar a máscara de quem sonha ser.

Lisboa dos desalojados, fria, impiedosa.Vão de escada, noite vã e relento hostil.Cobertor de estrelas e cama de ruas sujas.

Lisboa de quem trabalha, de quem estuda, cumpre horários...sempre apressada.

Lisboa pobre, casa de lata, estomâgo vazio e coração de desespero.

Belém de Lisboa, passado glorioso. O espelho dos Descobrimentos, o "centro cultural".

Lisboa dos fins-de-semana, deserta, abandonada, só.

Lisboa periferia, leitos amontoados, vidas suspensas até ao regresso.

Lisboa e tudo o mais que tu és. Lisboa como eu te vejo,Lisboa como te pintam, como te escrevem, como te cantam, como te olham.

Lisboa capital.Lisboa nossa.Lisboa Portugal.


1 passaram o espanador

Blogger Rita said...

Os 16/17 anos são mesmo lixados... tão "quiemadinhas" que escrevemos testamentos sobre Lisboa, LOLOL!
Já te disse que te adoro não já frasquito? :P

9:54 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

>