sábado, junho 05, 2004

Esta Lisboa que amanhece

Se é verdade que "Coimbra tem mais encanto na hora da despedida", Lisboa tem um encanto especial ao sábado de manhã. Esta é uma hora em que não costumo viver a cidade, adormecida pelo cansaço das noites de 6ª-fª...assumo: sou noctívaga por excelência. Gosto da noite e sou "de lua(s)". Mas, de x em quando -que o meu "despertador biológico" n me permite mais;)- sabe-me bem acordar cedo e viver o sol.

Hoje foi um desses dias porque, estupidamente, voltei a cair no erro de me matricular num curso que começa à "hora pornográfica" das 9 da manhã!Ensonada, lá rumei até uma perpendicular da Av.de Berna, prontra para descobrir as maravilhas da "produção e realização de vídeo digital". Estava redondamente enganada! Quando lá cheguei, descobri que a aula só teria início 2 horas mais tarde. Não me apeteceu esperar. Sem pensar mais do que um segundo, abandonei o fresco do prédio e dirigi-me à paragem de autocarro mais próxima. Destino: Chiado.

Sai na Praça da Figueira e senti-me outra. Há qq coisa nesta zona da cidade que provoca em mim uma felicidade instantânea. Um pouco como o Prozac em versão calçada portuguesa e sem efeitos colaterais (à excepção das bolhas nos pés;P). Ao meu lado, um espanhol explica aos pais a história da Baixa. Fiquei por ali, a ouvir disfarçadamente,e a ver-se a lição estava bem sabida. Tendo percebido que facilmente o "nuestro hermano" passaria num exame com nota 20, fui andando, sem destino certo...Martim Moniz, Rossio, R.Augusta, Chiado, Largo Camões...passei por todos e dei por mim a trautear Sérgio Godinhoe a apaixonar-me por "Esta Lisboa que Amanhece"...

0 passaram o espanador

Enviar um comentário

<< Home

>